domingo, 10 de maio de 2009

MÃE ABELHA E MÃE BORBOLETA





"A abelha e a borboleta possuem muitas diferenças, começando pela aparência. Mas outra diferença que logo percebemos está na maneira como elas voam. A abelha voa reto, com um alvo certo; a borboleta voa sem direção. A abelha sai de sua colmeia e vai direto às flores, onde colhe os açúcares para produzir o mel e volta, em linha reta até sua colmeia. A abelha não perde tempo e nem faz volta, porque sabe para aonde vai. A borboleta não tem rumo certo. Ela voa, ora para a direita, ora para a esquerda; ora para cima, ora para baixo. Pára e continua, vai e volta e às vezes até deixa se guiar pelo vento. Parece sem direção, sem objetivo, sem saber o caminho para aonde ir.

... Como as mães de nossa sociedade estão voando?


Como abelhas ou como borboletas?"(EXCERTO)



Ismar Lambrecht Pinz



Diário Popular

7 comentários:

  1. Existem mães operárias, com pouco tempo para o lazer, pois sua dupla ou tripla jornada de trabalho não permite, tal qual uma abelha. Mas há mães que reservam um tempo (às vezes de madrugada) para esvoaçarem sem rumo certo pela imaginação, pela inspiração, pela devoção ou pela poesia, tal qual uma borboleta.

    ResponderExcluir
  2. Rosbak,a tua explanação está bem de acordo com a realidade de muitas mães. Muito interessante é a conclusão do texto, pois acrescenta que a vontade do nosso Deus é que as crianças sejam desde cedo "pessoas abelhas."

    ResponderExcluir
  3. Trabalho para cada vez mais termos "pessoas abelhas", estamos precisando delas!

    ResponderExcluir
  4. O Senhor te iluminará e tu conseguirás! E as abelhas serão vitoriosas!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Sem querer polemizar, mas só pelo gosto do contraditório, acho que Piaget, Freire e Rosbak gostariam mais de crianças e alunos borboletas (livres) que abelhas (escravas)...

    ResponderExcluir
  6. E também lembro-me de duas irmãs, uma abelha (Marta) e uma borboleta (Maria). A abelha agitava-se de um lado para outro, ocupada em muitos serviços; a borboleta quedava-se assentada aos pés do Senhor a ouvir-lhe os ensinamentos, A abelha ficou uma fera pois estava fazendo tudo sozinha e pediu que o Senhor ordenasse à borboleta que viesse ajudá-la, recebendo a resposta: "Marta, Marta! andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. Entretanto, pouco é necessário, ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte e esta não lhe será tirada" (Lucas 10:38-42).

    ResponderExcluir
  7. Não ser Marta é muito difícil!

    ResponderExcluir