quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Vento, Amor, Vida - Raquel Carpenedo - Poesia - Imagem: Cassino - Rio Grande - RS - Brasil

Vento, Amor, Vida

Ah, o vento!
Fonte de energia intensa.
Energia da vida que veio num sopro
E levou consigo o amor
Em todas as suas cores,
Suas formas,
Seus sabores.
Esvaziou a humanidade
E o coração dos homens
Que por falta de amor
Produziram a guerra
Sentiram a dor
Perderam a juventude.
Vento...
Que sussurra a desilusão
Clama pelo perdão
Arrastando as correntes da saudade.
Saudade do amor
Que preenchia os corações
E dava sentido ao viver.

Fonte:
ZERO HORA, 13 de janeiro de 2016
Almanaque Gaúcho - Antônio Goulart

Imagem:
Cata-Vento - Praia do Cassino, Rio Grande, RS, Brasil
Foto: Leila Marina

Ver:

Canguçu em cores

Nenhum comentário:

Postar um comentário