quinta-feira, 21 de março de 2013

Universo Paralelo - ZERO HORA - Poesia - Loila Teresinha Cunha de Matos


Ver em Canguçu em Cores:

Universo paralelo
Quisera num lampejo
de iluminação
navegar
escavar
perfurar
velejar
vislumbrar
captar...
O mistério do Universo.
Universo paralelo
fascinante
excitante
inconstante...
Esse império de transmutações
encanta
espanta
acalanta...
Corpo, mente e espírito
do humano em mutações.
Loila Teresinha Cunha de Matos
Julho de 2010



Poesia:  Loila Teresinha Cunha de Matos - Loila Matos

Universo Paralelo - Imagem: Arco-Íris - Canguçu - RS - Brasil

Foto: Loila Matos

Ler: 

ZERO HORA

Nenhum comentário:

Postar um comentário