quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Só no Silêncio - Poesia - Loila Matos

Só no silêncio...

Sente-se a essência
E a harmonia da eternidade.
Passa-se o tempo
Numa fuga inútil
Pois não se quer
Constatar a realidade.

Só no silêncio...

Descobre-se que é possível
Transformar a dura realidade
Em sinfonia venerável.

Só no silêncio...

A magia , a paz e a harmonia
Podem, eternamente, reinar
E, assim, o mundo transformar.

Só no silêncio...

Ouve-se o sussurro do Divino,
Revelando as sendas da verdade
Que exaltam a integridade.

Loila Teresinha Cunha de Matos

Imagem:
Crepúsculo Matinal - Canguçu - 24 de novembro de 2015 - às 05:14
Foto: Loila

Ver:
Poesias:
http://cangucuemcores.blogspot.com.br/2009/03/aleluia.html
http://cangucuemcores.blogspot.com.br/2009/03/alquimia.html
http://cangucuemcoresii.blogspot.com.br/2011/11/alto-astral.html




Nenhum comentário:

Postar um comentário