quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Céu Vazio - Antun Branko Šimić

Céu vazio

Há muito o céu é um vazio
sem deuses, sem serafins,
infinito deserto gris
cortado às vezes por aeronave ou ave torpe.

As almas não sobem mais como as andorinhas.
O homem deita-se na terra pregado à cruz.
Perdemos a trilha que a deus conduz.
Mudos, os poetas contemplam o nada.

Antun Branko Šimić (1898 -1925)

Fonte: Céu Vazio - Aleksandar Jovanović 
Local da Imagem: Montevidéu, Uruguai
Fotógrafo: Jorge
Ver:
http://bs.wikipedia.org/wiki/Antun_Branko_%C5%A0imi%C4%87
http://leiovejoeescuto.blogspot.com.br/2013_05_01_archive.html
http://hu.wikipedia.org/wiki/Aleksandar_Jovanovi%C4%87
Lembretes:
Ler o Livro!
Presentear livros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário