segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Confusão - Raul de Leoni - Imagem

Alma estranha esta que abrigo,
Esta que o Acaso me deu,
Tem tantas almas consigo
Que já não sei bem que sou eu.

Jamais na vida consigo
Ter de mim o que é só meu.
Para supremo castigo,
Eu sou meu próprio Proteu.

De instante a instante a me olhar
Sinto um pesar profundo,
A alma a mudar... a mudar...

Parece que estão, assim,
Todas as almas do Mundo
Lutando dentro de mim.

Fonte:
http://leiovejoeescuto.blogspot.com.br/
Imagem: Céu Noturno - Canguçu, RS, Brasil
Foto: Loila
Ver:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Proteu
http://pt.wikipedia.org/wiki/Cangu%C3%A7u
http://pt.wikipedia.org/wiki/Rio_Grande_do_Sul
http://pt.wikipedia.org/wiki/Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário