quarta-feira, 9 de julho de 2014

Rice Broocks and Augusto Cury - Image

"Nietzsche, sob os alicerces do seu ateísmo, indagou com contundência: "Como? O Homem é só um equívoco de Deus? Ou Deus apenas um equívoco do Homem?" Nietzsche não entendeu que Deus e o ser humano são cúmplices um do outro, fruto do mais excelente equívoco, o equívoco do mais indecifrável dos sentimentos: o amor.
Ele escreveu que Deus está morto... no fundo , procurou intensamente o Autor da existência enquanto escrevia um dos textos mais importantes de sua vida. Como o ofegante que procura o ar, Nietzsche escreveu um poema ao Deus desconhecido. Ele o procurava nas entrelinhas da existência, nos recônditos de sua mente."

Fonte: DEUS NÃO ESTÁ MORTO - Rice Broocks 
Prefácio de Augusto Cury - excerto
Local da Imagem: Punta del Este - Uruguay
Foto: Jorge ou Josana
Lembretes: 
Ler o Livro! Presentear Livros!
Ver:
Oração ao Deus desconhecido em:
Saber mais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário