sábado, 1 de junho de 2013

Provérbios - K. Baru


  • O sol nasce para todos.
  • A razão do mais forte é sempre a melhor.
  • A César o que é de César.
  • Em festa de jacu inhambu não entra.
  • Cachorro cotó não passa pinguela.
  • Muito riso, pouco siso.
  • Ventre em jejum não ouve nenhum.
  • Ri-se o roto do esfarrapado.
  • Há males que vêm para o bem.
  • Melhor prevenir do que remediar.
  • Quem tem rabo de palha não senta perto do fogo.
  • Longe dos olhos, longe do coração.
  • Tristezas não pagam dívidas.
  • Roupa suja se lava em casa.
  • A noite é boa conselheira.
  • As paredes têm ouvidos.
  • Quem não trabuca não manduca.
  • Vão-se os anéis ficam os dedos.
  • Não é o mel para a boca do asno.
  • Quem bem ama bem castiga.
  • Malha-se o ferro enquanto está quente.
  • Antes só do que mal acompanhado.
  • Água silenciosa é a mais perigosa. 
  • Cuidado com homem que não fala e cão que não late.
  • A ocasião faz o ladrão.
  • Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.
  • A fome faz o lobo sair do mato.
  • Quem semeia ventos colhe tempestade.
  • Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje.
  • O amor e a fé nas obras se vêem.
  • A bom rato, bom gato.


Fonte Provérbios Clássicos e Populares - K Baru
Local da Imagem: Canguçu, RS - 31 de maio de 2013
Fotógrafa: Loila
Lembretes:
Ler o Livro!
Excelente presente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário