quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Fé e Verdade


  • Oxalá me encobrisses na sepultura, e me ocultasses até que a tua ira se fosse, e me pusesses um prazo e depois te lembrasses de mim. Morrendo o homem, por ventura tornará a viver? Jó, 14:13,14
  • Tanto eu como vós temos tido vários nascimentos. Os meus só de mim são conhecidos, porém vós nem mesmo os vossos conheceis. Krishna 
  • Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus... Se tratando de coisas terrenas não me credes, como crereis se vos falar das celestiais? Jesus 
  • O raciocínio é o escabelo da Verdade, porque sem a razão não é possível alcançá-la... Os que imaginam que o erro é a verdade e que a verdade é o erro não alcançarão o conhecimento da verdade, porque vão por equivocado caminho. Buda 
  • E não vos conformeis com esse mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento. Paulo de Tarso
  •  A fé raciocinada, que se apóia nos fatos e na lógica, não deixa nenhuma obscuridade: crê-se, porque se tem certeza, e só se está certo quando se compreendeu. Eis por que ela não se dobra: porque só é inabalável a fé que pode enfrentar a razão face a face, em todas as épocas da humanidade. Allan Kardec 
  • A lição da história deste milênio, quase a terminar, testemunha que a estrada a seguir é esta: não perder a paixão pela verdade última, nem o anseio de pesquisa, unidos à audácia de encobrir novos percursos. É a fé que incita a razão a sair de qualquer isolamento e a abraçar de bom grado qualquer risco por tudo o que é belo, bom e verdadeiro. Deste modo, a fé torna-se advogada convicta e consciente da razão. Papa João Paulo II


Fonte:Introdução à Metapsicologia - Durval Ciamponi
Lembretes:
Ler o livro!
Ver: http://cangucuemcoresii.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário