quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Bênção - Gênesis - Deuteronômio - Salmos - Evangelhos - Para Benzer Tudo e Todos - Eduardo Bastos de Albuquerque

A sabedoria popular é fundada em muita experimentação de muitas gerações de pessoas que acreditam no poder de orações, rezas, invocações e outras ferramentas fundadas na fé e mantidas pelas benzedeiras e benzedores. Em todas as religiões há a prática da bênção que significa uma transferência de forças.
Abençoar, tornar santo pelas palavras, se aproximar dos santo, a mais elevada forma de energia cósmica.
Ser bênção para a vida dos outros é criar os meios para que Deus os envolva trazendo salvação, reconciliação, cura e libertação. É agir para que o cansado encontre alívio, para que o doente ache consolo, para que o perdido seja achado. É usar os dons e talentos que temos para criar novas esperanças e para alimentar a fé de outros. A bênção santifica as diversas circunstâncias da nossa vida. Ela vem com graça de Deus. É um rito de bendizer, isto é, dizer bem aquilo que toca por ser obra criadora do amor de Deus. A bênção santifica nossa vida, nossa casa pela graça que Deus concede à pessoa. Na Bíblia encontramos elementos abundantes sobre as bênçãos como 
  • no Gênesis, 
  • no Deuteronômio, 
  • nos Salmos, 
  • nos Evangelhos.

A bênção é considerada uma palavra cheia de poder através da qual, Deus ou seu representante, faz descer sobre as coisas, os seres vivos, e as pessoas, a prosperidade, a alegria, e a salvação.

Além das palavras, a bênção tem sinais como:

  • aspersão de água benta,
  • vela,
  • imposição das mãos,
  • sinal da cruz.

Eduardo Bastos de Albuquerque

Fonte: Para Benzer Tudo e Todos - Eduardo Bastos de Albuquerque

Lembretes:

  • O livro apresenta orações e benzeduras consagradas pelo povo brasileiro.
  • Ler o livro!
  • Ofertar Livros!

Nenhum comentário:

Postar um comentário