terça-feira, 28 de agosto de 2012

Paracelsus - Goethe - Fausto - Poema - Imagem: Itaqui - RS - Brasil

Consta que tanto os seus discípulos como como os que o ouviam em praça pública ficavam em estado de êxtase, assombros ao escutá-lo e observá-lo comportar-se como se fosse um ser sobrenatural, como se possuído pelo demônio. Teria sido em função desse comportamento que Goethe teria baseado seu Fausto, ao menos parcialmente, no caráter /personalidade de Paracelsus. Uma passagem do Fausto, declamada pelo personagem Astrólogo, é particularmente ilustrativa:

O próprio sol é ouro do mais puro;
Mercúrio, mensageiro, a soldo serve;
Seduzir-vos a todos Vênus soube;
Na alvorada e à tarde olhando meiga;
A casta lua tem caprichos vagos;
De marte a força, se não fere, ameaça;
Co'a mais formosa luz Júpiter brilha;
Longe, pequeno vês o grã saturno;
A quem como metal pouco prezamos:
Grave no peso, mínima a valia.
Oh! sim! Quando co'o sol se casa a lua,
O ouro com a prata,  é ledo o mundo!
Tudo o mais se consegue: jardins. paços,
Tenros seios de neve, róseas faces,
Tudo isso alcança o consumado sábio,
Com poder a ninguém mais concedido.

Fonte: Paracelsus e a Alquimia Medicinal; Robson Fernandes Farias

Imagem
: Belo Panorama - Itaqui, RS, Brasil
Foto: Josana

Ver:

Paracelso e a Alquimia Medicinal
http://cangucuemcores.blogspot.com.br/2012/08/paracelsus-e-alquimia-medicinal.html

Paracelso
https://pt.wikipedia.org/wiki/Paracelso

Goethe

Goethe e Newton - Luz e Cores
http://cangucuemcores.blogspot.com.br/2010/10/luz-e-cores.html

https://pt.wikipedia.org/wiki/Johann_Wolfgang_von_Goethe

 Um Guerreiro da Luz - Belo Panorama Celeste - Itaqui - RS - Brasil 
http://cangucuemcores.blogspot.com.br/2012/11/um-guerreiro-da-luz-imagem.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário